Templates da Lua

Histórico

+ veja mais

Votação

Dê uma nota para meu blog

Outros Sites

XML/RSS Feed
O que é isto?

Leia este blog no seu celular

Visitante Número

23/05/2011

E agora?

Eu corria, corria sem parar e incasávelmente, corria para lugar algum, sem direção, sem rumo, sem sentir meu coração que agora estava em pedaços, pedaços esses que ao decorrer do caminho que percorria eu deixava cair um pedaço daquele que naquele momento destroçado se encontrava.
Eu corri por muito tempo, até que me dei por vencida e cansada, meu corpo desabou no meio daquela rua deserta naquela noite chuvosa, senti meus joelhos encontrarem-se com o asfalto molhado pela chuva que agora lavava meu rosto e escorria pelo mesmo junto com as lágrimas que dos meus olhos saiam e eu chorei, chorei sem parar e incansávelmente, era como se tudo aquilo que eu estava sentindo pudesse sair junto com as lágrimas e eu pudesse aliviar-me a cada lágrima que eu despejava, mas era inútil e meu choro parecia incessante naquele momento, eu sei apenas que não tinha forças para parar de chorar, sentia-me frágil, perdida e sem saber o que fazer. E agora? Quem me salvaria de mim mesma? Eu estava com o coração despedaçado e tudo o que queria naquele momento era fugir de tudo, fugir de mim, arrancar meu coração para não precisar sentir aquilo tudo que me fazia querer fugir, que me fazia ficar mal. E agora? Que outra saída a não ser chorar existe para aliviar o que se sente quebrar dentro do peito?


Escrito por Grila às 03h17
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]